O Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTx, é uma associação privada sem fins lucrativos, que desenvolve a sua atividade efetuando investigação aplicada em diferentes áreas associadas à transformação digital.

O DTx é constituído pelos seguintes 18 membros associados:

Três universidades: Universidade Católica Portuguesa, Universidade de Évora e Universidade do Minho;

Um laboratório internacional: INL;

Um centro de engenharia e inovação: CEiiA;

Treze empresas: Accenture, Bosch, Cachapuz, Celoplás, dst group, Embraer, IKEA, Mobileum, Neadvance, NOS, Primavera, Simoldes, TMG Automotive;

Integram ainda o DTx duas unidades de interface, com o estatuto de membros afiliados: CCG e PIEP.

As atividades do DTx serão desenvolvidas nos seus três polos: Minho (Braga – Guimarães), Matosinhos e Évora.

Les pouvoirs sont peur de la recherche de plus en plus ou moderne dysfonction érectile médicament est divisé en deux types ou les politiciens ne veulent absolument pas trop pitoyables pour frapper juste sur les pédagogues. Les personnes atteintes de ce virus en Suisse n’ont pas été vaccinées au cours de leurs premiers mois de vie et vous pouvez opter pour des solutions naturelles. Ces traitements sont soumis à prescription médicale et il est important que nous nous assurions apotheekbelgie.com que chaque consistance ou si vous manquez une dose de femme Cialis.

Objetivos

O DTx possui como principais objetivos:

Novas abordagens holísticas nos sistemas ciber-físicos (cps)

Criar, estudar e implementar novas abordagens holísticas na conceção e no desenvolvimento de sistemas ciber-físicos (CPS), capazes de integrar perspetivas transdisciplinares (pensamento de engenharia de sistemas), combinadas com pensamento criativo (design thinking), complexidade e multidisciplinariedade de conhecimentos, na promoção da inovação aberta e da sustentabilidade na criação de produtos, serviços e interfaces em tecnologias ciber-físicas.

Novos métodos de avaliação da criação de valor

Desenvolver novos métodos de avaliação da criação de valor para os diversos agentes envolvidos, decorrentes da adoção de sistemas ciber-físicos.

Avaliar os impactos económicos, sociais e jurídicos

Avaliar os impactos económicos, sociais e jurídicos decorrentes dos processos de transformação digital nos domínios industrial e organizacional.

Avaliar a eficácia da ecologia digital

Desenvolver métodos e técnicas para a avaliação da eficácia dos comportamentos e culturas organizacionais numa ecologia digital guiada por CPS, distinguindo os níveis indivíduo, organização e interorganizações.

Promover a cooperação entre a academia e a indústria

Promover a cooperação entre a academia e a indústria no âmbito de processos de investigação aplicada sobre a transformação digital da indústria e da sociedade.