O DTx desenvolve as suas atividades de I&D em projetos de quatro tipologias distintas

O DTx desenvolve as suas atividades de I&D em projetos de quatro tipologias distintas em termos de objetos e financiamento, nomeadamente:

– Específicos (PE), projetos entre grupos de associados, enquadrados pelo financiamento base ANI e vocacionados para responder a desafios aplicacionais concretos;

– Prospetivos (PP), projetos entre todos os associados, enquadrados pelo financiamento base ANI e vocacionados para desenvolvimentos prospetivos considerados estratégicos para o DTx no espaço temporal de 3 a 5 anos;

– Diretos (PD), projetos realizados com um ou mais associados e, eventualmente, entidades externas, com financiamento direto das empresas envolvidas;

– Competitivos (PC), projetos realizados com um ou mais associados e, eventualmente, entidades externas, com co-financiamento de programas nacionais ou europeus.

Projetos Financiados

Designação do projeto: Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificados (PME ou CoLAB)

Apoio no âmbito do Programa operacional Regional do Norte

Objetivo Principal: Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade laboral

Região de Intervenção: Norte

Entidade Beneficiária: Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital DTX

Data de aprovação: 04/04/2019

Data de início: 01/01/2019

Data de conclusão: 31/12/2021

Custo total elegível:  4.440.000,00 euros

Cofinanciamento da União Europeia:  FSE – 4.440.000,00 euros

Objetivos estratégicos:

O DTx estruturou os seus domínios de atuação nas seguintes áreas:

– Software e Sistemas de Informação, incluindo Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Comunicações e Cibersegurança

– Hardware de Sensores, incluindo Micro e Nanoeletrónica e Eletrónica flexível

– Fatores Humanos, incluindo Interface Pessoa-Máquina e Questões Sociais e Éticas

– Materiais Avançados, incluindo Materiais Inteligentes e Sustentáveis

– Fabrico Inteligente, incluindo Processos e Gestão da Produção no contexto da Indústria 4.0

O projeto LEIMSA (Lightweight Electronics by Injection Molding in Seamless Architecture), visa o desenvolvimento de componentes disruptivos para o interior do automóvel do futuro tendo por desígnio acompanhar as tendências evolutivas de mercado na indústria automóvel e antecipar a materialização das oportunidades que essas tendências geram ao nível do habitáculo do automóvel.
Serão integrados elementos decorativos e funcionalidades distintivas nos produtos com o mínimo de operações possível, através do uso integrado de tecnologias emergentes no molde (in-mould operations) e lightweight, como o In-Mould Decoration (IMD), o In-Mould Labeling (IML), o High Pressure Forming (HPF) e o In-Mould Electronics (IME),para desenvolvimento de superfícies inteligentes e hápticas, com design 3D seamless atrativo e uma Interface Humano-Máquina (HMI) imersiva e intuitiva, centrada na experiência do utilizador.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROJETO
O projeto LEIMSA tem um conjunto de OBJETIVOS ESPECÍFICOS centrados no desenvolvimento de I&D aplicada e na transferência de conhecimento em torno das áreas:
• Da eletrónica flexível, impressa e embebida no produto;
• Do design e conceito de produto lightweight;
• De sistemas de feedback háptico, iluminação e sensorização;
• De interfaces humano-máquina (HMI, UX, UI);
• De processos de fabrico de otimização e integração das tecnologias utilizadas no processo de fabrico para produção de componentes para o interior auto do futuro;
• De métodos de avaliação de qualidade e funcionalidade do produto nas várias etapas do processo.

Número do projeto: POCI-01-0247-FEDER-048378
Objetivo principal: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Duração do projeto: agosto2020-junho 2023
Custo elegível: 4.802.431,13€
Apoio financeiro FEDER: 3.036.914,62€
Medida: I&DT Empresarial – Copromoção , Clube de fornecedores
Região de intervenção: Norte
Data de aprovação: 10/11/2020

RESULTADOS DO PROJETO

• Desenvolvimento de um Interior auto disruptivo, com flexibilidade no design
• Conceitos de HMI centrados no utilizador, integrando em sistemas únicos a atuação por gestos, displays touch e feedback háptico num demonstrador 3D shape
• Integração seamless e lightweight da eletrónica impressa e híbrida no produto por IME
• Desenvolvimento de um painel de controlo/consola central que integra decoração e funcionalização com o menor número de operações possível (Minimização do número de operações no processo de produção/ montagem)

Ficha de Projeto

Designação do Projeto: COUNTED – Coronavirus Transmission: Count and Detect

Código do projeto: POCI-01-02B7-FEDER-050226

Objetivo Principal: OT1 – Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de Intervenção: Norte

Entidades Beneficiárias: LABORATÓRIO IBÉRICO INTERNACIONAL DE NANOTECNOLOGIA (LIN)

Outras Entidades Beneficiárias: CELOPLÁS – PLÁSTICOS PARA A INDÚSTRIA S.A., ASSOCIAÇÃO LABORATÓRIO COLABORATIVO EM TRANSFORMAÇÃO DIGITAL – DTX e CCAB – CENTRO CLÍNICO ACADÉMICO – BRAGA, ASSOCIAÇÃO

Data de aprovação: 29/05/2020

Data de início: 01/06/2020

Data de conclusão: 31/07/2021

Custo total elegível:  492.688,55 euros

Cofinanciamento da União Europeia:  FEDER – 394.150,84 euros

Objetivos estratégicos: O objetivo deste projeto é desenvolver e validar uma nova plataforma para identificar o potencial de uma pessoa em transmitir o vírus. Especificamente, nosso objetivo é detetar partículas virais nas amostras de ar expirado porque o aerossol é a via mais comum de disseminação do vírus SARS-CoV-2

Designação do Projeto: NeWeSt: Nova geração de Sistemas de Pesagem ciber-físicos

Código do projeto: 069716

Objetivo Principal: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de Intervenção: Braga

Entidades Beneficiárias: Cachapuz – Weighing & Logistics Systems, Lda;
Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTX;
Universidade do Minho;
International Iberian Nanotechnology Laboratory (INL).

Data de aprovação: 10-12-2020

Data de início: 30-12-2020

Data de conclusão: 29-06-2023

Custo total elegível: 1.314.170,87 €

Apoio financeiro da União Europeia: 892.537,41 €

Objetivos da operação:

O projeto NeWeSt tem como grande objetivo promover uma mudança de paradigma no ecossistema dos sistemas de pesagem, quer a nível de conceito, tecnologias utilizadas e modelos de negócio. Engloba como objetivos principais, o desenvolvimento de:
• Uma plataforma cloud agregadora de dados e serviços, com a aquisição de dados de IoT e interfaces de programação (APIs) com diferentes níveis de acesso para criação de novas aplicações de negócio dentro do ecossistema Cachapuz;
• Dispositivos inteligentes, que incorporam: (i) células de carga digitais com sensores inovadores, dispositivos IoT e firmware; (ii) Smart Boxes, sistemas operativos open source e funcionalidades de pesagem e comunicação inteligentes e (iii) Smart Devices com funcionalidades de agregação, processamento de dados e comunicação inteligentes;
• Um sistema de comunicação de dados seguro e confiável, que recorre a Firmware Update Over The Air seguro e suporte a vários tipos de comunicações: BLE e Wi-Fi para ambientes industriais (curto alcance), LoRa e NB-IoT para soluções de células de carga individuais com ligação segura e escalável através da infraestrutura de rede das operadoras de telecomunicações;
• Novos sensores, sensores magnetoresistivos nanofabricados nos laboratórios do INL, assim como outros sensores do tipo piezoelétrico.

Designação do Projeto: (Link4S)ustainability – A new generation connectivity system for creation and integration of networks of objects for new sustainability paradigms
Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-046122 | LISBOA-01-0247-FEDER-046122
Objetivo Principal: Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Região de Intervenção: NUTS II – Norte, Centro e Lisboa
Entidades Beneficiárias: NOS Comunicações, S.A.; CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento (Associação); WeDo Consulting – Sistemas de Informação, S.A.; International Iberian Nanotechnology Laboratory (INL); Exatronic, Lda.; Universidade do Minho; Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital (DTx); REN – Rede Elétrica Nacional, S.A.; REN Portgás Distribuição, S.A.; NOS Technology – Conceção, Construção e Gestão de Redes de Comunicações, S.A.; WyzeOps – Mobility Operations, Lda; Beyond Vision – Sistemas Móveis Autónomos de Realidade Aumentada, Lda.

Data de aprovação: 23/07/2020
Data de início: 01/07/2020
Data de conclusão: 30/06/2023

Custo total elegível: 7.599.870,82€

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 4 732 738,39 €

Objetivos: O consórcio do projeto Link4S, liderado pela NOS e em colaboração com a WeDo, Exatronic, REN, Portgás, Wyze, Beyond Vision, CEiiA, DTx-CoLab, INL e Universidade do Minho, compromete-se à geração de novo conhecimento científico dedicado ao design, desenvolvimento e teste de uma nova geração de dispositivos de conetividade e respetivas plataformas associadas (comunicação e software), ambicionando a integração de redes de objetos no contexto da mobilidade e da energia. O projeto pretende, ainda, desenvolver e validar modelos de negócio inovadores e conceitos de rede orientados a soluções digitais sustentáveis que permitam melhorar o nível de vida nas cidades e reduzir o impacto ambiental.

Resultados alcançados: Apresentam-se abaixo os resultados alcançados pelo projeto (Link4S)ustainability, por PPS (Produto, Processo ou Serviço) de natureza cientifico-tecnológica:

• No âmbito do PPS1 – Framework Cyber-Physical System, foi desenvolvido, demonstrado e validado um sistema de conetividade de nova geração com um elevado grau de personalização para diferentes business cases, construído sobre uma estrutura integrada de sistemas ciber-físicos (CPS);
• No âmbito do PPS2 – System in Package Platform Components, foi desenvolvida, produzida e testada uma nova plataforma personalizável do tipo “system-in-package”, integrando sensores e um processador personalizado num único package inteligente, fornecendo a camada de abstração física de baixo nível para a nova geração de dispositivos prontos para sistemas ciber-físicos;
• No âmbito do PPS3 – New Generation CPS-ready devices, foi desenvolvido um novo dispositivo inteligente incorporado (SEC) e plataformas de software responsáveis pela infraestrutura da rede de comunicações (compatível com NB-IoT/5G), abordando a conetividade ubíqua;
• No âmbito do PPS4 – CPS for Mobility, foram implementados diferentes use cases horizontais para validar e demonstrar as tecnologias e soluções desenvolvidas no âmbito do projeto para a criação de novos modelos de negócio no sector da mobilidade, que contribuirão significativamente para a descarbonização da sociedade e promoção de comportamentos sustentáveis;
• No âmbito do PPS5 – CPS for Energy, foram implementados diferentes use cases horizontais para validar e demonstrar as tecnologias e soluções desenvolvidas no âmbito do projeto, para a otimização das operações no sector dos serviços de energia, que contribuirão para reduzir a sua pegada de carbono e o desenvolvimento sustentável.

Em suma, o projeto (Link4S)ustainability alcançou, com distinção, os objetivos aos quais se propôs. Para mais informações, deve ser consultado o website do projeto (https://link4s.pt/).

Ficha de Projeto

Designação do Projeto: UPSCALING ATENA

Código do projeto: POCI-01-02B7-FEDER-050561

Objetivo Principal: OT1 – Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de Intervenção: Norte, Centro

Entidades Beneficiárias: Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTX

Outras Entidades Beneficiárias: CEIIA- Centro de Engenharia e Desenvolvimento (Associação); EXATRONIC, LDA; EFACEC Energia – Máquinas e Equipamentos Elétricos S.A.

Data de aprovação: 28/09/2020

Data de início: 01/04/2020

Data de conclusão: 30/06/2021

Custo elegível: 130.742,50 euros

Cofinanciamento da União Europeia: FEDER – 104.594,00 euros

Objetivos estratégicos:

OE1: Desenvolver um ventilador médico inovador

OE2: Desenvolver uma versão avançada (V2), com uma arquitetura (software e hardware) estruturada em subsistemas, sistemas e módulos que permita uma adequação às competências da indústria nacional e que permita também responder à certificação CE para a sua produção e larga escala e internacionalização do produto

Designação do Projeto: SIFA: Sistema Inteligente de Fabricação Aditiva

Código do projeto: POCI-01-0247-FEDER-047108

Objetivo Principal: OT1 – Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de Intervenção: Norte, Centro

Entidades Beneficiárias: Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTX

Outras Entidades Beneficiárias: BOSH CAR Multimédia Portugal, S.A.; Universidade do Minho; CEIIA- Centro de Engenharia e Desenvolvimento (Associação);DISTRIM 2 – Indústria, Investigação e Desenvolvimento S.A.; ATT-Advanced Tool Technology, Lda.; Mota-Engil, Engenharia e Construção S.A.

Data de aprovação: 19/04/2021

Data de início: 01/04/2020

Data de conclusão: 31/04/2023

Custo elegível: 227.745,21 euros

Cofinanciamento da União Europeia: FEDER – 170.808,91 euros

Objetivos estratégicos:

OE1: Alinhamento sistemático com o desempenho económico das empresas de um patamar superior da “The International Special Tooling & Machining Association” (ISTMA)

OE2: Aumentar a capacidade tecnológica na fabricação de produtos de altíssimo valor acrescentado, à inovação nos produtos

Ficha de Projeto

Neste projeto as atividades do DTx CoLAB são:
– Vigilância tecnológica e de mercado das tecnologias de Manufatura Aditiva;
– Desenvolvimento de uma metodologia de avaliação do ciclo de vida para processos de fabricação aditiva (fabricação de filamento fundido, sinterização laser de pós) e produtos (poliméricos, metálicos e cerâmicos);
– Quantificar o impacto ambiental das varias etapas do processo AM e desenvolver diretrizes para a redução das emissões de carbono.
– Implementação de abordagens baseadas em machine-learning para a otimização de parâmetros de processamento e previsão de qualidade de peças fabricadas por AM.

Designação do Projeto: PRR – Investimento RE-C05-i02: Missão Interface – CoLAB

Objetivo Principal: OT8 – Promote the sustainability and quality of employment and support labor mobility

Entidade: ASSOCIAÇÃO LABORATÓRIO COLABORATIVO EM TRANSFORMAÇÃO DIGITAL – DTX

Início: 01/01/2022

Fim: 31/03/2026

Financiamento (PRR): 5.000.000,00 euros

Objetivos: O DTx- Digital Transformation CoLab desenvolveu uma agenda de R&I de longo prazo sobre a Transformação Digital da Indústria e da Sociedade. Esta agenda resultou da visão de longo prazo do Consórcio (refletida em projetos prospetivos) e continua a ser sustentada e conjugada com objetivos de curto prazo (traduzidos em projetos específicos), com impacto mais direto e localizado, nomeadamente nas expetativas dos parceiros industriais. A estratégia atua do DTx – Digital Transformation CoLab consiste em desenvolver R&I em cinco domínios científicos, nomeadamente: Software e Sistemas de Informação; Hardware e Sensores; Manufatura Inteligente; Materiais Avançados e Human Factors &Social and Legal Issues, onde estão integradas e desenvolvidas as áreas prioritárias de investigação. A cada área técnica são alocados recursos críticos que permitem implementar esta agenda de R&I. Tanto a estratégia de longo prazo como os objetivos de curto prazo estarão associados a políticas de atração e sustentação de recursos humanos adequados. Adicionalmente, a estrutura de R&I prevista foi estabelecida de forma a potenciar, a longo prazo, uma estratégia de desenvolvimento empresarial que permita um funcionamento harmonioso e sustentável do DTx- Digital Transformation CoLab. Este projeto é apoiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal: www.recuperarportugal.gov.pt2

Nome da Agenda: Aero.Next Portugal
Líder do Consórcio: EEA – EMPRESA DE ENGENHARIA AERONÁUTICA E AUTOMÓVEL, S.A.
Data de início: 01-10-2021
Data de conclusão: 31-12-2025
Investimento: 123.281.163,18€
Entidade beneficiária: DTx- Digital Transformation Colab
Investimento (do beneficiário): 2 225 381,60€

Objetivos, atividades e resultados esperados/ atingidos: A Agenda Aero.Next Portugal propõe-se reforçar o posicionamento de Portugal na cadeia de valor aeronáutica e consolidar o cluster que lhe está associado por via de produtos completos, complexos e de elevado valor acrescentado. Para tal, vai assegurar o domínio de Portugal ao longo das fases de conceção, desenvolvimento, industrialização e comercialização, tornando o país num relevante centro de decisão na aeronáutica, reduzindo a sua dependência face ao exterior e desencadeando fortes efeitos de arrastamento na economia nacional.
Reúne, para o efeito, um conjunto vasto de entidades com competências fortes e complementares para o desenvolvimento do ecossistema aeronáutico, tendo em vista a promoção da inovação, alicerçada num forte conhecimento do mercado e nos paradigmas da Transição Digital e da Transição Climática. Maximiza os ativos existentes no país e promove o investimento em mais do que uma NUTS2, destacando-se o caso do Alentejo, com impactos positivos na coesão territorial.

Ficha do projeto

Designação do Projeto: Be.Neutral – Agenda de Mobilidade para a Neutralidade Carbónica nas Cidades
Investimento total da agenda: 221.376.867,92€
Investimento do(a) DTx: 4 490 790,73€
Medida: Agendas Verdes para a Inovação Empresarial
Entidade beneficiária: Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTX
Data de início: 1 outubro 2021
Data de conclusão: 31 dezembro 2025
Apoio financeiro total da agenda: 128.191.402,26€
Apoio financeiro à DTx: 4 490 790,73€

Objetivos e resultados esperados: A Be.Neutral tem a ambição de posicionar Portugal como exportador de produtos ciber-físicos de mobilidade carbono zero para cidades de todo o mundo. Foi desenhada a partir da oportunidade de desenvolver, industrializar e operar novos produtos e serviços de mobilidade (dispositivos físicos, conetividade e plataformas de ciência de dados), com capacidade de quantificação em tempo real das emissões evitadas para acelerar a neutralidade carbónica até 2030.
A participação da Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTX visa o desenvolvimento de PPS8 “Connectivity Infrastructure and Management Platforms” e PPS9 “New Generation of Connectivity Devices” referentes ao WP2 ” Infrastructure and connectivity devices management ” e o PPS14 “Light Vehicle BEM” referente ao WP6 “Light Vehicle BEN”.

Ficha do projeto

Agenda: INOV.AM – Inovação em Fabricação Aditiva
Líder do consórcio: EROFIO – ENGENHARIA E FABRICAÇÃO DE MOLDES S.A.
Descrição da agenda: O INOV.AM surge da necessidade emergente de estimular e inovar a indústria portuguesa, de forma a revolucionar e destacar o potencial e a competitividade de Portugal no mercado internacional, no âmbito da fabricação aditiva, visando o desenvolvimento de novos materiais, processos avançados de fabrico e de pós-produção, automação avançada e software de controlo, novos produtos e formação e capacitação de recursos humanos.

Data de início: 01/07/2022
Data de conclusão: 31/12/2025
Investimento da agenda: EUR 76 952 903, 21
Incentivo da agenda: EUR 53 267 360,63
Entidade beneficiária: Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital – DTX
Investimento do beneficiário: EUR 417 756,81
Incentivo do beneficiário: EUR 417 756,81

Ficha do projeto

Agenda: NGS – New Generation Storage
Líder do consórcio: DST SOLAR, S.A
Descrição da agenda: O Pacto de Inovação New Generation Storage (NGS) encontra-se completamente alinhado com a estratégia de transição energética da União Europeia até 2040, e o repto para a eletrificação completa da mobilidade até 2035. Tendo por base um modelo estruturado em 8 Work Packages que abarcam a totalidade da cadeia de valor de produção de componentes, packs e reciclagem de baterias, propõe-se a agregação de valor a cada etapa do processo, culminando num objetivo comum: a criação de um novo ecossistema tecnológico na área das baterias que se irá destacar a indústria nacional no mercado global. Através da cooperação de 47 entidades pretende-se transformar estruturalmente o tecido produtivo nacional, criando as condições necessárias – ao nível tecnológico e recursos humanos – para um ecossistema industrial capacitado para a produção em massa de tecnologias inovadoras, e uma cadeia-de-valor completa que permita a gestão de fim-de-vida de referência a nível mundial.

Data de início: 01-01-2022
Data de conclusão: 31-12-2025
Investimento: 194 801 930,98€

Objetivos, Atividades e Resultados Esperados:
NGS é composto por Work Packages (WP) tecnológicos complementares, com capacidade para gerar autonomamente Produtos, Processos ou Serviços (PPS) para o mercado internacional, incorporando tecnologias inovadoras que podem aumentar o valor ao longo do tempo do projeto. Individualmente, cada WP pode operar independentemente em uma área específica da cadeia de valor. No entanto, juntos, eles se interconectam e constroem uma cadeia circular significativa.
O WP1 “Refinação e Valorização Avançada” visa a instalação de uma grande refinaria e ações relacionadas a processos sustentáveis de refinação e valorização, visando implementar uma linha industrial inovadora e aprimorada para o processamento de lítio, através da tecnologia sustentável baseada em eletrólise de membrana.
O WP 2 “Células, Módulos e Componentes” visa a instalação e operação de linhas de fabricação de células/módulos e o desenvolvimento de elétrodos, ligantes, eletrólitos e separadores novos e mais seguros e sustentáveis, em estreita relação com o WP1 e WP5.
O WP3 “Montagem de Baterias” prevê a instalação de três linhas de montagem produtivas para módulos de baterias estacionárias para a indústria automotiva; prevê ainda a integração de cabeamento, conectores e invólucros, bem como sistemas de gerenciamento de energia e eletrônicos de controle, modelagem e desenvolvimento do produto proposto.
O WP4 “Integração e Aplicação” inclui cinco linhas piloto relacionadas com: a conexão de baterias à rede para gestão da rede elétrica; o uso de baterias para diferentes finalidades – residencial, comercial e industrial; a integração de bateria em estações de carregamento rápido;
a integração de bateria em veículos. Essas linhas piloto permitirão a definição de tecnologia e conhecimento que será aplicado ao uso de baterias numa ampla gama de situações.
O WP5 “Reciclagem e Segunda Vida” inclui linhas de ação relacionadas à reciclagem de materiais e componentes de baterias, desmontagem de baterias e baterias de segunda vida. Além disso, a reciclagem dos elementos da bateria permitirá a alimentação do WP1, criando um projeto circular totalmente fechado.
O WP6 “Formação e Cursos Avançados” é transversal a todo o Pacto de Inovação NGS e tem o objetivo de capacitar recursos humanos nas empresas envolvidas no NGS, bem como fornecer formação altamente especializada para futuros estudantes de mestrado e doutorado, promovendo qualificações técnicas e universitárias nas empresas.
O WP7 “Plataforma Tecnológica e Empreendedorismo” é também transversal a todo o Pacto de Inovação e inclui linhas de ação com o objetivo de desenvolver e implementar uma Plataforma Tecnológica, que irá apoiar a indústria nacional a posicionar-se como um importante ator internacional no setor de baterias. O principal objetivo desta Plataforma é apoiar a inovação de mercado (do laboratório à fábrica) para o pleno desenvolvimento e adoção no mercado de soluções tecnológicas, apoiando-as em todas as etapas necessárias de desenvolvimento ao longo da cadeia de valor.
O WP8 “Disseminação e Gestão” é estrutural para todo o projeto e tem como objetivo comunicar e divulgar os objetivos globais e resultados do NGS, pretendendo promover amplamente este Pacto entre os intervenientes do setor (comunidade científica e mercado). Inclui também a gestão técnica do Pacto NGS.

Assim, o pacto NGS entregará 14 PPS, nomeadamente:
• PPS1 – Tecnologia sustentável para a refinação de lítio
• PPS2 – Plataforma preditiva baseada em Machine Learning
• PPS3 – Novo processo de reconversão para a valorização de sub-produtos de HCI com vista à produção de LiCI
• PPS4 – Novos processos para a produção-piloto de baterias inovadores, recorrendo a diferentes tecnologias, tais como: baterias flexíveis, baterias em estado-sólido em filme fino e baterias estruturais
• PPS5 – Novo serviço para a testagem e validação laboratorial das novas soluções catódicas desenvolvidas
• PPS6 – Novos invólucros disruptivos para células prismáticas e cilíndricas
• PPS7 – Novos processos para a testagem e certificação de baterias
• PPS8 – Nova tecnologia para o carregamento rápido de packs de baterias
• PPS9 – Sistema modular de gestão de energia
• PPS10 – Novos processos sustentáveis para a reciclagem de baterias de ião de lítio
• PPS11 – Novos processos industriais e serviços para aplicações de 2ª vida de baterias
• PPS12 – Novos módulos de formação e capacitação no setor das baterias
• PPS13 – Plataforma e Rede colaborativa NGS
• PPS14 – Sistemas digitais para a gestão de energia

Ficha do projeto

Agenda: R2UTechnologies | modular system
Líder do consórcio: DOMINGOS DA SILVA TEIXEIRA S.A.
Descrição da agenda: O Pacto de Inovação “R2UTechnologies | modular system” consiste no desenvolvimento e industrialização de um novo conceito disruptivo de construção modular. Este conceito será desenvolvido de forma a ser capaz de responder às necessidades crescentes do mercado e aos novos desafios do sector, em particular no sentido da sustentabilidade e da proteção do ambiente. Como resultado, o Pacto capacitará o tecido empresarial, o tecido académico e os próprios RH com os meios, os conhecimentos e as competências-chave para criar, em solo nacional, um cluster para o abastecimento global do setor da construção modular, perspetivando assim o lançamento de 18 PPS com perfil transacionável e internacionalizável já no final do projeto.

Data de início: 01.01.2022
Data de conclusão: 31.12.2025
Investimento: 177 414 466,61€

Objetivos, atividades e resultados esperados
O R2U Technologies está estruturado em 7 Work Packages, cada um focado num segmento diferente da cadeia de valor do setor da construção, desde a fase de design até à operação e manutenção do edifício durante o seu ciclo de vida. Os WP pretendem responder às necessidades presentes e futuras do setor, com o objetivo de criar uma rede sinérgica entre parceiros e intervenientes relevantes, minimizando a dependência de mercados externos.
O WP1 “Princípios da Construção Modular” visa explorar diferentes conceitos técnicos de engenharia e design associados à construção modular para o desenvolvimento de sistemas de construção modular sustentáveis, eficientes, inteligentes e de alto desempenho, baseados numa matriz personalizável e escalável, de acordo com os requisitos e desafios de diferentes programas funcionais. O conhecimento gerado neste WP será crucial para guiar os designs e desenvolvimentos a realizar nos restantes WP e para validar respetivos resultados.
O WP2 “Materiais” visa promover a investigação profunda e multidisciplinar para o desenvolvimento de novos materiais para construção modular, possibilitando a criação de soluções de alto desempenho e que respeitem as condicionantes e as exigências desta indústria. Com base nestes resultados, que se preveem inovadores e de elevado grau de maturidade tecnológica, serão realizados os respetivos processos de industrialização para a sua manufatura e processos de internacionalização para promover a sua introdução no mercado mundial.
O WP3 “Produtos” foca-se na exploração e desenvolvimento de produtos acabados relativos às diferentes componentes ou áreas especializadas do processo construtivo, nomeadamente sistemas de caixilharia, painéis de geometria variável, sistemas modulares de fachada, soluções sanitárias, sistemas de climatização, paredes e tetos, estruturas de concreto pré-fabricadas e sistemas de produção energética. Com base nestes resultados serão realizados os seus respetivos processos de industrialização para a sua manufatura e processos de internacionalização para promover a sua introdução no mercado mundial.
O WP4 “Equipamentos Industriais” tem como objetivo a operacionalização do processo de fabricação e montagem de soluções finais de construção modular, por via da criação de novas unidades industriais especializadas e integradas, dotadas de tecnologia avançada e sistemas autónomos, em linha com o paradigma da Indústria 4.0.
O WP5 “Serviços Digitais, Colaborativos e Sistemas IoT” visa a criação de um ambiente de trabalho colaborativo digital, capaz de reunir e partilhar informação crítica entre diferentes atores e entre diferentes etapas do processo produtivo, facilitando a existência de maior alinhamento vertical na cadeia de valor e o desenvolvimento de soluções construtivas mais ajustadas às necessidades do mercado. Pretende-se também a criação e verticalização de sistemas IoT e respetivos serviços digitais para criação de edifícios modulares com capacidade de monitorização e controlo inteligente customizáveis.
O WP6 “Capacitação” compreende um conjunto diverso de ações que visam promover a capacitação e a formação de recursos humanos envolvidos nas temáticas disciplinares que envolvem a construção modular, dirigidas a toda a indústria construtiva nacional, criando condições para uma mudança do perfil de especialização da indústria. Adicionalmente, pretende-se desenvolver um plano curricular multidisciplinar para diferentes níveis de qualificação. Pretende-se também promover a criação de um novo Centro de Competências, dedicado à formação avançada de novas competências em áreas críticas.
O WP7 “Coordenação e Disseminação” visa assegurar a comunicação, promoção, disseminação e demonstração de resultados do projeto R2U Technologies. Visa também a gestão técnica, administrativa e financeira global.

Desta forma, o Pacto R2U Technologies irá entregar 18 PPS tecnologicamente inovadores e de alto valor acrescentado, com um perfil forte de comercialização e internacionalização, nomeadamente:
• PPS1 – Soluções de casa de banho de alto desempenho para construção modular
• PPS2 – Revestimentos de parede inovadores para aplicação em construção modular
• PPS3 – Sistemas estruturais pré-fabricados de alto desempenho para construção modular
• PPS4 – Betões e cimentos ecológicos de alto desempenho
• PPS5 – Superfícies de vidro de alto desempenho
• PPS6 – Sistemas de fachada modular
• PPS7 – Caixilharias Minimalistas
• PPS8 – Painéis de geometria variável
• PPS9 – Fachadas com soldadura a laser
• PPS10 – Soluções para paredes e tetos
• PPS11 – Unidade AVAC de alto desempenho para construção modular
• PPS12 – Módulos BIPV flexíveis para aplicação em construção modular
• PPS13 – Unidades de construção modular tecnologicamente avançadas e personalizáveis
• PPS14 – Elementos modulares híbridos 2D
• PPS15 – Sistemas, aplicações e serviços digitais para todas as fases da construção modular
• PPS16 – Sistemas IoT e soluções de suporte para sistemas inovadores de monitorização de edifícios e pessoas para construção modular
• PPS17 – Digital Twin
• PPS18 – Plano curricular multidisciplinar para especialização em Construção Modular e áreas afins

Ficha do projeto

Designação do Projeto: AzDIH – Azores Digital Innovation Hub | Polo n.º 862
Designação do Investimento: TD-C16-I03 – Catalisação da transição digital das empresas, “Digital Innovation Hubs”
Medida: TD. Transição Digital
Líder do Consórcio: Associação NONAGON – Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel
Data de início: 02/01/2023
Data de conclusão: 30/09/2025
Investimento total: 3.253.742,42€
Website: www.azoresdih.pt

Objetivos e resultados esperados: AzoresDIH (AzDIH) é uma parceria de 13 organizações especializadas na digitalização empresarial, disponibilizando infraestruturas, recursos e conhecimento para a transformação digital de empresas e instituições públicas. O AzoresDIH está alinhado com a RIS3 definida para os Açores, mas procura também dar ênfase à colaboração com entidades localizadas noutros países da Europa. O AzDIH foi reconhecido oficialmente como parte da rede nacional de Digital Innovation Hubs (DIH) no âmbito da estratégia Portugal Digital e obteve o Selo de Excelência na sua candidatura à rede europeia (EDIH) no âmbito da estratégia Europa Digital.
Com especial incidência nos sectores do turismo, da economia verde e da indústria transformadora, o AzDIH irá prestar vários serviços orientados para a digitalização, bem como monitorizar o impacto nos grupos-alvo, categorizados nos domínios do teste antes de investir, apoio para encontrar investimentos, formação e competências digitais, e ecossistema de inovação e networking. Tem os seguintes objetivos:
• Atuar como um mecanismo único e fundamental para a digitalização e transformação digital na indústria regional (com especial atenção para as PME) e nas instituições públicas;
• Atualizar e reforçar continuamente as capacidades em matéria de infraestruturas necessárias, conhecimentos especializados e recursos para fornecer um conjunto completo de serviços alinhados com as necessidades digitais;
• Colaborar com a Rede de Polos Europeus de Inovação Digital para melhorar as capacidades em matéria de HPC, inteligência artificial, cibersegurança, competências digitais avançadas e acelerar a melhor utilização das tecnologias digitais.

Situação: Em curso (outubro de 2023)
Entidade beneficiária: DTx – Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital
Investimento (do beneficiário): 218 815,00 €

Ficha do projeto

Designação do Projeto: ATTRACT DIH | Polo n.º 774
Designação do Investimento: TD-C16-I03 – Catalisação da transição digital das empresas, “Digital Innovation Hubs”
Medida: TD. Transição Digital
Líder do Consórcio: INESC TEC – INSTITUTO DE ENGENHARIA DE SISTEMAS E COMPUTADORES, TECNOLOGIA E CIÊNCIA
Data de início: 01/10/2022
Data de conclusão: 31/12/2025
Investimento total: 5.993.413,04€
Website: https://attract.inesctec.pt/

Objetivos e resultados esperados: O Polo ATTRACT DIH tem como objetivo constituir uma rede colaborativa cabalmente capacitada em Artificial Intelligence (AI) e High Performance Computing (HPC), para apoiar Start-Ups, Pequenas e Médias Empresas (PME) e a Administração Pública (AP) na sua exploração e endogeneização. Duas das áreas chave de capacitação do Programa Digital Europe, a AI e o HPC, são intrínsecas e mutuamente complementares, alicerçando-se e englobando diversas áreas cientifico-tecnológicas como a ciência e engenharia de dados, modelação analítica, aprendizagem automática, visualização e ambientes virtuais, robótica e computação intensiva. O apoio aos seus públicos-alvo, nomeadamente criadores e integradores tecnológicos e utilizadores, compreenderá a avaliação e adequação e exequibilidade tecnológica, desenvolvimento, teste, experimentação e validação de novos produtos e serviços, e ainda, a formação e qualificação de recursos humanos e a procura de investimento. A atividade do Polo procurará ser complementar à oferta existente no mercado, não tendo fins lucrativos.

O Polo irá prestar os seguintes serviços:

– Apoio ao desenho, conceção e desenvolvimento de novas tecnologias e soluções, tendo em consideração os aspetos ligados à inovação responsável e sustentável;

– Demonstração e apoio ao teste e experienciação de tecnologias de AI e HPC em laboratórios, infraestruturas e instalações de experimentação. O acesso às infraestruturas do Polo será disponibilizado de forma aberta a todas as empresas e entidades públicas interessadas na adoção e desenvolvimento de soluções recorrendo a AI e HPC;

– Apoio na elaboração de estudos de adequação e viabilidade técnica e comercial de sistemas AI e HPC, incluindo a identificação dos fatores críticos de adoção e os aspetos ligados à sustentabilidade e responsabilidade;

– Formação avançada para empresas desenvolvedoras e entidades utilizadoras de tecnologias digitais. Mentoria de empresas e profissionais;

– Apoio a empresas e entidades públicas no desenvolvimento estratégico e de negócio, no desenho e na procura de financiamento nacional e europeu para projetos de inovação e de investimento, seja de desenvolvimento e comercialização de soluções, seja de adoção de soluções recorrendo a AI e HPC. Procura de parceiros e apoio à constituição de consórcios tecnológicos;

– Dinamização do ecossistema de inovação, nos domínios da AI e HPC, e apoio à exploração destas tecnologias através da intermediação e brokering, a nível nacional e internacional;

– Organização de sessões de divulgação, sensibilização e troca de experiências. Procura e intermediação de tecnologias;

– Articulação com os setores que são especificamente endereçados por iniciativas setoriais como as tecnologias de produção, o automóvel e mobilidade, a moda ou o agroalimentar, bem como articular com iniciativas regionais como por exemplo do Centro, Açores ou Madeira, disponibilizando as suas competências e infraestruturas em AI e HPC;

– Articulação com a rede europeia de Digital Innovation Hubs (EDIH) para prestação de serviços especializados a organizações com ligação a EDIHs bem como para contratação de serviços específicos de EDIHs para apoio a organizações portuguesas, quando não disponíveis a nível nacional.

Situação: Em curso (maio de 2024)
Entidade beneficiária: DTx – Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital
Investimento (do beneficiário): 444.613,01€

Ficha do projeto

Designação do Projeto: CONNECT5 | Polo n.º 766
Designação do Investimento: TD-C16-I03 – Catalisação da transição digital das empresas, “Digital Innovation Hubs”
Medida: TD. Transição Digital
Líder do Consórcio: ASSOCIAÇÃO PARA O PÓLO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO, COMUNICAÇÃO E ELECTRÓNICA – TICE.PT
Data de início: 01/10/2022
Data de conclusão: 30/09/2025
Investimento total: 5.979.613,51€
Website: https://connect5.pt/

Objetivos e resultados esperados: O CONNECT5 tem como missão promover a transformação digital e verde das PMEs e entidades públicas nacionais. Tendo a conetividade e os dados como foco – da origem dos dados ao seu processamento analítico – o CONNECT5 procura apoiar as empresas e entidades da administração pública no teste de soluções tecnológicas, na transferência de competências fundamentais e na procura de financiamento, alavancando de um modo eficaz e consistente o seu posicionamento em cadeias de valor cada vez mais digitalizadas. O CONNECT5 constitui-se como uma rede colaborativa com 12 entidades (academia, CITs, CoLAB e cluster) alicerçada no conhecimento, experiência e infraestruturas tecnológicas nas áreas dos Sistemas Ciberfísicos, IoT, 5G, Cloud, BigData/Analítica e suportada ainda nas áreas de conhecimento da Inteligência Artificial, Computação de Alto Desempenho, Cibersegurança e na Inovação de Negócio, posicionando-se como acelerador da transformação digital das empresas e entidades da administração pública.”

O Polo irá prestar os seguintes serviços:

– Planear – O CONNECT5 pode apoiá-lo no desenho do seu plano/roadmap estratégico para a transformação digital, contemplando objetivos de curto, médio e longo prazo, os quais suportam a evolução da sua organização de uma situação inicial “mais manual” para um estágio alvo “mais digitalizado”.

– Formar – O CONNECT5 apoia na formação e capacitação dos recursos humanos em competências digitais, através de seminários, de ações de catálogo ou no desenho e fornecimento de formação à medida das necessidades.

– Testar – O CONNECT5 disponibiliza as competências e os ambientes de teste que permitem a demonstração, experimentação “hands-on” e “trial-before invest” em novas ferramentas e soluções que suportam a digitalização de processos de negócio.

– Rede – O CONNECT5 disponibiliza acesso a ecossistema de inovação onde poderá tirar partido de sinergias e da partilha de conhecimento relevante, com potencial impacto nas suas decisões de digitalização.

– Investir – O CONNECT5 apoia no acesso a fontes de financiamento e a rede de parceiros, empresariais e académicos, que possam contribuir para acelerar a operacionalização efetiva de tecnologias e soluções digitais.

 

Situação: Em curso (maio de 2024)
Entidade beneficiária: DTx – Associação Laboratório Colaborativo em Transformação Digital
Investimento (do beneficiário): 475.448,99 €

 

Ficha do projeto

Projetos Específicos

Desenvolvimento de um sistema de pesagem inovador com aquisição variada de dados que serão depois processados, de modo a identificar perfis de clientes, aumentar a rastreabilidade e diminuir a fraude das pesagens. Este projeto envolve as áreas Software e Sistemas de Informação, Hardware de Sensores e Materiais Avançados, e será desenvolvido com o associado Cachapuz.

O projeto tem por objetivo aumentar o know-how do consórcio na tecnologia in-mould electronics (IME) e integrá-la nos respetivos processos de produção dos associados. No final deste projeto, a tecnologia IME estará consolidada e integrada em processos de produção, produtos e/ou serviços inovadores, o que proporcionará uma vantagem competitiva significativa aos participantes (Bosch, Celoplás, Simoldes, INL, PIEP e UMinho). Áreas DTx abrangidas: Software e Sistemas de Informação, Hardware de Sensores, Materiais Avançados e Fabrico Inteligente.

Desenvolvimento de tecnologias para interiores de plataformas de mobilidade autónoma adaptável. Com o advento dos veículos autónomos, o conceito clássico do interior de um carro deverá ser redefinido para atender aos novos requisitos esperados em termos de i) customização e adaptabilidade, ii) conforto iii) segurança, iv) interface pessoa-máquina (HMI) clara e envolvente e v) conetividade e info-entretenimento personalizado. Como tal, todas as áreas de I&D do DTx serão abrangidas. O consórcio incluirá os associados Bosch, Simoldes, TMG, CEiiA, INL, PIEP, U Católica e UMinho.

Uma das tecnologias utilizadas pela IKEA Industry é o processo de laminação que termina com a aplicação de papel texturizado e/ou decorativo sobre os substratos. Neste contexto, pretende-se desenvolver sistemas de inspeção inteligentes para apoiar o controlo de qualidade e a eficiência do processo durante a produção. Serão utilizadas tecnologias de última geração para o feedback em tempo real, análise de dados, inteligência artificial e conectividade. Para além da IKEA Industry, estarão envolvidos a Neadvance e o CCG.

Monitorização de dados em tempo real, deteção e gestão de fraudes. Enquadrando-se na área de Software e Sistemas de Informação do DTx e envolve os associados envolvidos WeDo, a NOS e o ebankIT.

Exploração de novos modelos de negócios baseados em Big Data. Enquadrando-se na área de atuação do Software e Sistemas de Informação do DTx e envolve o associado Primavera.

Desenvolvimento de um assistente pessoal. Enquadrando-se na área de Software e Sistemas de Informação do DTx e envolve os associados NOS e o ebankIT.

Desenvolvimento de um sistema inteligente de monitorização de produtos para grandes superfícies comerciais. Enquadrando-se na área de Software e Sistemas de Informação do DTx e o associado envolvido é a Accenture.

Projetos Prospetivos

A próxima geração de sistemas ciber-físicos (CPS) irão requerer novas abordagens de co-design e co-desenvolvimento para a sua concepção. Estes CPS’s inovadores e avançados irão requerer a integração de tecnologias emergentes e abordagens multidisciplinares, tais como integração de materiais e compósitos inteligentes, micro-nano-tecnologias, fotónica, geração e armazenamento de energia, novos recursos de comunicação, ferramentas de IA e cyberware, etc., constituindo estes desafios adicionais a serem investigados neste projeto, de forma a se conseguir novo conhecimento científico nestes temas.

No desenvolvimento de sistemas altamente complexos, como sejam CPS´s de nova geração, torna-se difícil antecipar todas as situações contextuais relevantes e definir mecanismos apropriados de adaptação durante aos contextos, devido à incerteza associada aos diversos contextos de utilização do produto durante o seu tempo de vida. Exemplos desta dificuldade incluem CPS´s/IoT que operam em ambientes físicos diferentes ou processos de negócios digitais que podem enfrentar padrões de utilizadores diferentes ou até mesmo requisitos dinâmicos do cliente. Assim, este projeto procurará obter conhecimento científico em aplicações inovadoras, tais como: sistemas de sistemas, cibersegurança, redes verticais de sistemas de produção inteligentes, cadeias de fornecimento integradas inteligentes, empresas inteligentes interligadas, e robótica colaborativa segura (robô/pessoa ou robô/robô), integração de materiais inteligentes e estruturas.

No contexto de novos produtos que integram serviços ou em processos de fabrico inteligente, são necessárias novas interfaces inteligentes capazes de comunicar de forma eficiente e segura com as pessoas. Assim, novas interfaces pessoa-máquina têm que ser desenvolvidas, com uma visão multidisciplinar, incluindo soluções tecnológicas inovadoras, mas também aspetos sociológicos e psicológicos. Deste modo, este projeto prospetivo terá como objetivo desenvolver conhecimento de suporte a futuras aplicações inovadoras tais como interfaces com CPSs que mimetizam o ser humano; interfaces multimodais pessoa-máquina que imitem/sensorizem.

Projetos Diretos